Reflexo da Alma

Você já parou para observar a vida que está a sua volta? Como é? Tem cor, beleza, consegue perceber os detalhes? Esses lugares trazem bons sentimentos ou você nem consegue identificar? Vivemos de maneira morna, parece que tudo é tão “normal”, não damos atenção ao nosso corpo, nossa alimentação e nem aos pensamentos. Passamos pelas ruas e não sabemos o que tem ali. Não prestamos mais atenção. As pessoas passam e nem olhamos em seus olhos. Simplesmente passamos bem rapidamente, fixados em nossas rotinas descompensadas onde precisamos entregar os resultados que as nossas obrigações nos pedem.


Andamos como robôs, alheios ao ipê amarelo, florindo e revelando sua beleza no ambiente. A chuva já não nos encanta, e agora é só um transtorno quando estamos indo trabalhar ou temos um compromisso importante. Isso mostra muito o quanto estamos desconectados de nós mesmos, o quanto estamos sobrecarregados e sequer estamos prestando atenção aos nossos potenciais e as nossas limitações. Por outro lado…

QUEREMOS DAR CONTA DE TUDO Mas quando queremos dar conta de tudo, os sentimentos parecem fios cheios de nós impossíveis de desatar. A angústia nos sufoca, e mal podemos respirar de tanta tensão. As costas doem e isso gera muito desconforto. Tudo isso porque a nossa mente não consegue sair do looping de preocupações e pensamentos negativos, afinal estamos habituados a encontrar as falhas em tudo e sem perceber temos atitudes que reforçam este olhar enviezado. Mas como posso ter mais leveza e lidar melhor com tudo isso?


COMO VEJO COR E BELEZA NA VIDA?


O modo como vemos o mundo é um reflexo da nossa alma.


Então, comece observando você mesmo. O que mais gosta em você? O que você faz que te orgulha? Valide suas pequenas vitórias, seja caminhar durante cinco minutos, ou simplesmente ter conseguido fazer uma refeição deliciosa, mesmo que simples. Quando olhamos para nós é mais difícil o externo nos tirar do eixo. E se ainda assim isso acontecer, conseguimos voltar rapidamente.

Quando escolhemos mudar a forma de olhar a vida, estamos escolhendo como reagir perante as situações que são apresentadas em nossas vidas. Só assim podemos ter autonomia e liberdade, caso contrário somos apenas fantoches no meio do caos.


Lembre-se, você já é suficiente, mas pode aprimorar as suas competências e conseguir olhar para os seus sentimento e saber do que você realmente precisa. Isso te ajudará a identificar cada vez mais a sua essência. O caos está lá fora e pode até te afetar, mas você deve conhecer o caminho que te traz de volta a si mesmo. #comunicaçãonãoviolenta, #cnv, #percepção, #depressão