20 de nov de 2014

Mansões Lunares, uma Introdução


Para provocar os ânimos do pessoal que ainda não se decidiu em participar do meu workshop: "A Magia da Lua", resolvi postar mais um teaser. Uma breve introdução às Mansões Lunares. Este será somente um dos muitos temas abordados neste workshop.


Introdução às Mansões Lunares

Guido Bonatti, em seu Animae Astrologiae, chama a Lua de Mediatrix, ou seja, de mediadora entre os Corpos Superiores e Inferiores, ressaltando sua grande influência na Terra dada à sua proximidade, similaridade e correspondência.

Muito freqüentemente as fases da Lua são usadas para marcar tempos, e particularmente o tempo de magia. Os astrólogos modernos geralmente não são familiarizados com o ciclo de Mansões Lunares, porque parte da tradição astrológica foi dissolvida ou descartada com o passar dos anos para abraçar tendências mais ligadas à psicologia do que à magia.

As Mansões Lunares, conhecidas como nakshastras, são componentes da astrologia Védica, mas se tornaram significantes na astrologia medieval árabe, que influenciou fortemente à Europa nos séculos XII e XIII.

No século XI o astrônomo e astrólogo árabe Al-Biruni[1] escreveu que, como no Zodíaco, o curso do Sol através do ano e que é dividido em doze signos, também havia o caminho mensal da Lua através das estrelas fixas que é dividido em vinte e oito estações: As Mansões da Lua. Desta forma podemos dizer que as Mansões Lunares são, de fato, um Zodíaco Lunar.

As Mansões Lunares árabes usadas pelos astrólogos e magos da era Medieval e Renascentista possuem vinte e oito divisões relacionadas à órbita da Lua, enquanto o sistema Védico possui vinte e sete.

A função destas Mansões pode ser dividida em duas: uma tem a ver com a seleção de um determinado momento apropriado para se fazer algo, e a outra, a mais usada pelos Magos e Astrólogos, era o de capturar a essência desta Mansão na forma de talismãs, estendendo-se assim o poder capturado em algo eternizado em um selo a ser carregado. Para darmos um exemplo, podemos mencionar que as Mansões 1, 5, 11, 13, 21 e 28 auxiliam em jornadas e viagens, enquanto a 9, 15 e 16 as prejudicam (sendo a 14 somente prejudicial em viagens terrestres). Se quisermos fazer uma viagem podemos selecionar o tempo onde a Lua estivesse em uma Mansão apropriada e evitar períodos onde a influência traria obstáculos. Contudo, ao confeccionarmos um talismã nas Mansões que facilitam as viagens, neutralizaríamos estes maus momentos caso precisássemos viajar durante uma Mansão inapropriada.

Neste workshop apresentarei a vocês um extrato destas Mansões como surgem no famoso grimório “Picatrix”, explicando suas funções, passando as imagens específicas para cada uma delas, o nome do Senhor de cada estação e uma forma de confeccionar os talismãs dentro de um ritual simples e direto.

Ainda não fez sua reserva? Ligue para  (11) 5589-5375 e 5589-9368
Mais informações podem ser obtidas através do evento do Facebook





[1] Al-Biruni, Book of Instructions in the Elements of Astrology 

Nenhum comentário: